• vv.ribeiro

Tem plástico no corpo humano devido a contaminação e poluição do meio ambiente!

Não é novidade que o meio ambiente está contaminado e poluído por plásticos. Vemos frequentemente lixo pelas ruas que passamos, e podemos notar que a grande maioria deste é feito de plástico. Por isso, quando chove, esses resíduos são carregados aos rios, córregos, canais, estuários, mares e oceanos. Não importa se você está no interior, o lixo que você joga na rua chega, cedo ou tarde, aos oceanos. No caso do plástico, infelizmente, esse é um problema ainda maior, pois esse material demora muito para se decompor, pode ser tóxico e causar vários impactos negativos para diversas espécies, principalmente as costeiras e marinhas. Além disso, várias pesquisas recentes indicam que plásticos foram encontrados em quase todo o mundo e até dentro do corpo de seres humanos. Será que tem plástico dentro de você?

Devido a sua composição, plásticos são insolúveis e altamente distribuídos, sendo então encontrados em quase todos os ambientes naturais do mundo, até naqueles bem afastados e longe da civilização, conhecidos como 'remotos'. Já encontramos plástico até no ponto mais profundo do oceano, a fossa de Mariana (10.898 metros), que tem mais de profundidade do que o Monte Everest tem de altura (8.848 metros).

O lento processo de decomposição dos produtos plásticos no meio ambiente, principalmente nos mares e oceanos, é realizado a partir da influência de vários fatores ambientais, que 'quebram' esses resíduos em partículas cada vez menores. Por isso é comum vermos no meio de lixo marinho, pedaços de plástico que nem conseguimos mais identificar de que produto ele veio. Assim, quando plásticos são quebrados em partículas menores que 5 milímetros, são chamados de Microplásticos. Os plásticos e Microplásticos causam muitos problemas ambientais. Muitas espécies, principalmente costeiras e marinhas, como tartarugas e albatrozes, confundem produtos plásticos, como sacolas e tampinhas, com alimentos, e as comem. Em muitas vezes, até alimentam seus filhotes com esses resíduos plásticos.

Os Microplásticos, por serem de menor tamanho, podem representar problemas de maiores implicações. Várias tipos de peixes e crustáceos que seres humanos comem tem Microplásticos dentro de si. Os moluscos, como ostras, mexilhões e mariscos, que também são consumidos por humanos, filtram a água para se alimentar de seus nutrientes. Caso a água filtrada por moluscos esteja contaminada por Microplásticos, estes ficarão em seus tecidos, parte que é consumida por humanos. Os exemplos não param por aí. Já foram encontrados Microplásticos até em sal de cozinha de origem marinha, em água de chuva e em água potável, disponível para consumo humano. E ainda, vale lembrar que embalamos nossa comida em diretamente em vários tipos de plástico, como isopores, o que também pode a contaminar!

Ainda, não é só no mar que enfrentamos a contaminação por Microplásticos, pois pesquisas recentes indicam que podem estar até no ar. É isso mesmo, tem plástico no ar!

Considerando tudo isso, seria ingenuidade nossa pensar que estamos livres de ter Microplásticos dentro do nosso corpo. Podemos estar comendo Microplástico de diversas formas, mesmo sem comer diretamente frutos do mar. Podemos até estar respirando Microplásticos. Então, realmente, não estamos livres. De fato, já foram encontrados Microplásticos dentro de vários órgãos humanos, como pulmão, fígado, baço, rim, tecidos e até em placentas. É estimado que cada um de nós consuma ou respire 50.000 partículas de plástico por ano.

É irônico pensar que, de uma forma ou de outra, nós, como sociedade, começamos tudo isso. Nós extraímos o petróleo num processo que causa grande degradação ambiental, assim como os seguintes processos de refinamento e transformação em plástico. Aí, utilizamos vários produtos plásticos de forma desnecessária, como os 'descartáveis' - é de grande estupidez fazer um produto 'descartável' que vai durar até milhares de anos. Para completar, na maioria das vezes, jogamos fora esses produtos de forma errada, prejudicando o meio ambiente e os animais, até que os plásticos cheguem até dentro de nosso corpo.

É sabido que os plásticos são aplicados em vários segmentos necessários para nosso dia-a-dia, como transporte, saúde, edificações e produtos, entre muitos outros. Plásticos ajudaram o mundo a se desenvolver, salvaram vidas e ainda vão nos ajudar muito! Não devem ser considerados apenas como vilões. Mas é fato que, do jeito que estamos consumindo plástico, teremos também sérios problemas ambientais e, consequentemente, de saúde humana. Atualmente, precisamos refletir que apenas a ação de reciclar ou jogar fora os plásticos de forma correta não vai solucionar esse problema. É preciso questionar, além de nosso consumo, quem realmente 'lucra' com toda essa problemática e ampla cadeia de produção de plásticos, e portanto, não quer que ela mude. Ainda, é muito importante que apoiemos a ciência, para que consigamos medir a contaminação de plásticos e Microplásticos nos ambientes naturais, para saber qual é realmente a ameaça que estamos a enfrentar, pois nem isso compreendemos completamente até agora. E você, o que acha, pode ter plástico dentro de você?

Posts recentes

Ver tudo

Endometriose: A saúde da mulher em foco.

Endometriose: Doença benigna de origem multifatorial. A doença benigna afeta de 10 a 15% das mulheres durante a idade reprodutiva e pode levar à infertilidade. Os locais mais comuns do crescimento ano

Receba nossas atualizações