• glecillacolombelli

Radiação e Radioatividade: O que são?

Como tem se falado muito sobre o filme Radioactive, que conta um pouco sobre a história do casal Curie, esse texto tem como objetivo esclarecer o que é e qual a diferença entre os termos radiação e radioatividade, visto que parecem ser as mesmas coisas e não são.

As radiações são produzidas por processos de ajustes que ocorrem no núcleo ou nas camadas eletrônicas, ou ainda pela interação de outras radiações ou partículas com o núcleo [1].


A radiação se caracteriza pela propagação de energia por meio de emissão de partículas, chamada de radiação corpuscular, ou por meio de ondas eletromagnéticas, radiação eletromagnética. A radiação corpuscular ocorre quando um átomo instável (isto é, radioativo, pois ele se transforma espontaneamente em outros elementos emitindo partículas durante esse processo) se desintegra, enquanto que a radiação eletromagnética é a radiação que “viaja” através das ondas eletromagnéticas (que são formadas simultaneamente por campos elétricos e magnéticos). Aliás, as radiações podem ser classificadas também pelo seu estado energético como ionizantes ou não ionizantes, sendo que as radiações ionizantes são as ondas eletromagnéticas ou partículas que se propagam com alta velocidade e, portando, com altos valores de energia. Já a radiação não ionizante são àquelas que não possuem energia suficiente para ionizar, isto é, não possuem energia suficiente para arrancar elétrons dos átomos e transformá-los em íons; mas tem o poder de quebrar moléculas e ligações químicas [2].

Já a radioatividade está ligada diretamente ao núcleo do átomo, na qual ao final do processo de reação o núcleo sofre alteração. De acordo com o livro de Sears & Zemanhky (p.423) [3]:


“O estudo da radioatividade começou em 1896, um ano depois que Wilhelm Röntgen descobriu os raios X. Henry Becquerel descobriu uma radiação proveniente de sais de urânio que era parecida com os raios X. Intensas investigações feitas durante duas décadas por Marie e Pierre Curie, Ernest Rutherford e muitos outros revelaram que essa radiação era constituída por partículas com cargas positivas e negativas e por raios neutros; eles chamaram essas partículas de alfa, beta e gama, porque elas possuíam características de penetração diferentes.”


Logo, a radioatividade é um fenômeno que ocorre em núcleos de átomos instáveis com o objetivo de se estabilizar energeticamente emitindo partículas e ondas eletromagnéticas. Observe que toda radioatividade emite radiação, mas nem toda radiação provem da radioatividade (esta está relacionada ao núcleo).


Referências:

[1] https://radioprotecaonapratica.com.br/radiacao-entenda-de-uma-vez-por-todas/. Acessado em: 13 maio de 2021.

[2] CHAVES, T. V. et al. Um estudo sobre o imaginário e as concepções acerca dos conceitos de radiação e radioatividade, 2020.

[3] Sears & Zemanhky. Ótica e Física Moderna, 14ª ed., vol IV. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2016.

Posts recentes

Ver tudo